PT EN

ENÓLOGO
Pedro de Vasconcelos e Souza

ANÁLISE QUÍMICA
Alcool: 14,5 %
Açucares redutores: 0,6
Acidez Total: 5,8
PH: 3,77

QUANTIDADE PRODUZIDA
13 700 garrafas


Download Ficha Técnica
Link 1

FREIXO FAMILY COLLECTION

Tinto 2015

DENOMINAÇÃO
Vinho Regional Alentejano

SUB-REGIÃO
Redondo

CASTAS
Touriga Nacional 40%, Cabernet Sauvignon 40% e Petit Verdot 20%

VINIFICAÇÃO E ESTÁGIO
Ainda um ano antes da vindima e vinificação, as uvas das diferentes castas que compõem o Family Collection, foram devidamente selecionadas e acompanhadas de acordo com o objectivo enológico. Estas Uvas colhidas no seu estado ideal de maturação em caixas de 20 Kg foram vinificadas separadamente. Todo o processo foi efetuado por gravidade para as cubas de fermentação, e esta decorreu durante 20 dias com uma maceração prolongada que proporciona a este vinho características impares de fruta madura. O seu estagio de 14 meses em madeira francesa nova, confere-lhe uma grande amplitude aromática e um equilibro notável ao longo da sua longa vida. A maturação em garrafa decorre durante mais de 8 meses.

CONSUMO E LONGEVIDADE
Temperatura ideal de consumo a 16°C. Acompanha pratos de carne e peixe confecionado da cozinha tradicional mediterrânica, pratos de caça, queijos e cozinha vegetariana com intensidade aromática. A particular frescura e elegância deste lote, confere-lhe também características ideais para acompanhar delicados pratos de fusão. Vinho de guarda, com elevado potencial de envelhecimento.

NOTAS DO ENÓLOGO
Notas de cor rubi e intensidade aromática a fruta madura, com uma leve nota mentolada, que torna o seu conjunto elegante e harmonioso. A excelente estrutura e o equilíbrio entre os seus finos taninos e a acidez, garantem-lhe personalidade e uma longa vida. Final longo e mineral. A concentração e delicadeza são as suas notas de luxo. Vinho que merece uma prova atenta, sem pressas.

A VINDIMA DE 2015
Pela primeira vez na Herdade do Freixo foram colhidas uvas brancas. A vindima iniciou-se no início de Setembro pela casta Alvarinho, seguida das castas Sauvignon blanc e Arinto, e decorreu com tempo seco. Nas castas brancas, o relativo conforto hídrico permitido às videiras, originou uvas moderadamente alcoólicas, mas frescas e de grande intensidade aromática. As castas tintas foram colhidas de seguida e o stress hídrico moderado que lhes foi imposto durante a maturação, associado à monda de cachos efetuada ao início do pintor, originou uvas de elevada qualidade, muito concentradas e de grande equilíbrio açucares/ácidos.

ENÓLOGO
Pedro de Vasconcelos e Souza

ANÁLISE QUÍMICA
Alcool: 14,5 %
Açucares redutores: 0,6
Acidez Total: 5,8
PH: 3,77

QUANTIDADE PRODUZIDA
13 700 garrafas


Download Ficha Técnica
Link 1

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER, PROMETEMOS MANTER-NOS EM CONTACTO

Confinanciado por: